Conselho da Internacional Socialista adopta resolução sobre terrorismo

Julião Mateus Paulo "Dino Matrosse" - vice-presidente da Internacional Socialista (Foto: Francisco Miúdo)
 Julião Mateus Paulo "Dino Matrosse" - vice-presidente da Internacional Socialista (Foto: Francisco Miúdo)

Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse” – vice-presidente da Internacional Socialista (Foto: Francisco Miúdo)

A II Reunião do Conselho da Internacional Socialista (IS), que durante dois dias abordou questões que afligem o mundo, adoptou neste sábado, em Luanda, uma resolução sobre o terrorismo.

Segundo o angolano Mateus Paulo “Dino Matrosse”, um dos vice-presidentes da IS que falava à imprensa no final do encontro, os participantes advogaram um combate global contra o terrorismo, por se tratar de um fenómeno que não afecta apenas os países que hoje são alvos.

“O terrorismo é um fenómeno que pode atingir qualquer Estado e por isso tivemos discussões profundas sobre o assunto e todas outras questões levantadas”, disse, realçando igualmente as resoluções sobre à Venezuela e à Segurança Internacional.

Destacou também a abordagem em torno do ambiente e das alterações climáticas, um assunto que será discutido na Conferência dos Estados Parte da Convenção Quadro da ONU a decorrer de 30 de Novembro a 1 de Dezembro deste ano, em Paris, França.

A IS é uma organização fundada em 3 de Junho de 1951 com o propósito de divulgar e implementar o Socialismo Democrático, através da união de partidos políticos social-democratas, socialistas e trabalhistas.

Com sede em Londres, Reino Unido da Grã-Bretanha, a IS conta actualmente com 160 partidos de mais de 100 países do globo, sendo uma das maiores organizações partidárias em actividade. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA