Conflito Rússia-Turquia: Tudo a postos para a entrada de tropas especiais no terreno

José Valentim Peixe (Foto: José Valentim Peixe)

Aquece o ambiente de “guerra” entre a Turquia e a Rússia. Os ‘jihadistas’ do Estado Islâmico (EI) rejubilam de alegria por causa deste conflito. Forças aliadas ocidentais procuram meter água fria para resfriar os ânimos e pedem tolerância ao Presidente russo, Vladimir Putin. Na sexta-feira à tarde, o Presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, em tom de ameaça disse aos jornalistas para “a Rússia não brincar com o fogo”.

Pressente-se que está tudo a postos para as tropas especiais entrarem no terreno. Mas paira o medo sobre os militares ocidentais, porque os serviços secretos norte-americanos e de Israel, garantem que os ‘jihadistas’ possuem armas químicas e bacteriológicas que compraram ao Irão.

Um dia depois das forças turcas abaterem um avião militar russo, que segundo alguns observadores internacionais, terá entrado, sem autorização, no espaço aéreo da Turquia, o Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, defendeu o ataque – mas garantiu que não gostava que as tensões aumentassem entre os dois países. Só que Erdogan não tem que querer nada. E muito menos poderá continuar a “jogar” com um pau de dois bicos. Dizer que apoia os bombardeamentos franceses e russos na Síria. E depois, aparecer no teatro de guerra, a dar apoio aos ‘jihadistas’ e a permitir a entrada de toneladas de petróleo clandestinamente na Turquia. Isso faz com que os líderes ocidentais olhem para a Turquia com desconfiança.

O Presidente norte-americano, Barack Obama e os dirigentes da NATO até já admitiram que aceitavam as justificações da Turquia. Mas pedem calma a Erdogan e a Putin. Só que o primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev já fez saber que “as relações entre a Rússia e a Turquia nunca mais vão ser as mesmas e que ficavam suspensas todas as relações comerciais e económicas que estavam em andamento entre os dois países”.

O que os jornalistas sabem é o seguinte: que na terça-feira, dia 17 de Novembro, perto das 07h00 (hora de Luanda), um caça russo SU-24, foi abatido por dois F-16 turcos e acabou por cair em território sírio. Estes são os factos. E quanto a factos não existem argumentos. Ponto final.

No entanto a Turquia diz que o caça russo ignorou repetidamente os avisos das forças turcas – 10 avisos em cinco minutos, afiançam os militares turcos – e que invadiu o espaço aéreo turco, o que não foi a primeira vez que aconteceu nas últimas duas semanas.

A história russa é bem diferente: “O caça russo SU-24, nunca entrou em território turco, os militares estariam a combater membros do Estado Islâmico, em especial combatentes estrangeiros russos, e foi abatido pelos F-16 turcos em território da Síria”.

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

O Presidente russo, Vladimir Putin, foi mais longe no seu discurso, acusando a Turquia de “ser cúmplice dos terroristas do Estado Islâmico (EI) e de todo o tráfico de petróleo clandestino que chega ao mercado negro do país”. Isso constitui a principal fonte de receitas dos ‘jihadistas’ segundo alguns especialistas em assuntos do Médio Oriente.

Para o jornalista José Milhazes, um veterano especializado em política russa,”a repetição de incidentes militares entre potenciais aliados na luta contra o terrorismo islâmico enterrará de vez a possibilidade de uma frente comum e alargara mais a instabilidade no Médio Oriente”.

“Além disso, o Kremlin subestimou o desejo do Presidente turco Recep Erdogan, de fazer respeitar o ‘orgulho nacional’, demonstrar a sua força com vista a consolidar o seu poder no interior do país depois da última vitória eleitoral, bem como não calculou até onde vai a ambiguidade da política turca face ao Estado Islâmico. Por um lado, Ancara jura apoiar o combate ao terrorismo, mas, por outro lado, o território turco serve de canal de escoamento do petróleo extraído pelo EI, sendo o filho do Presidente turco um dos maiores lucradores com o negócio”, escreve José Milhazes num artigo de opinião publicado no diário digital “Observador”.

Indiferente ao que se passou na Turquia, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, esteve em visita oficial na França na passada segunda-feira e prometeu ao Presidente francês, François Hollande, todo o apoio logístico e militar aos franceses. “Chegou o momento de nós unirmos forças para combater um grupo terrorista que está a espalhar o pânico e o medo na nossa sociedade. Por isso, este problema não afecta apenas e só a França mas sim todos os países ocidentais. Nesse sentido vamos ter que ajudar a França”, esclareceu David Cameron, em Paris.

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

Os ingleses já disponibilizaram uma base aérea no Chipre aos franceses e prometem entrar no teatro de guerra ainda esta semana. O que não é novidade para ninguém, pois já o porta-aviões Charles de Gaulle foi protegido por navios de guerra britânicos, até chegar ao Mediterrâneo Oriental. Só é pena que não haja ninguém que seja capaz de fornecer aos jornalistas, qual o número de cidadãos iraquianos e sírios inocentes, mortos na sequência dos bombardeamentos russos e franceses.

Estados Unidos, França, Inglaterra e os responsáveis militares da NATO tentam pôr água na fervura, mas os russos têm vontade de acertar contas com os turcos. E este acerto de contas não é de agora. Vamos ver o que se vai passar nos próximos dias do ponto de vista diplomático.

“Ancara tem uma ‘perigosa arma’ de resposta: o encerramento dos estreitos marítimos entre o Cáspio e o Mediterrâneo aos navios russos, o que iria complicar seriamente as operações militares da Rússia na Síria. Mas ela não deverá ser empregue pois trata-se de uma autêntica declaração de guerra”, esclarece o jornalista José Milhazes.

Os bombardeamentos levados a cabo pela Força Aérea Francesa e pelos russos têm enfraquecido os ‘jihadistas’ do Estado Islâmico (EI). Mas mesmo assim, os mais fanáticos ainda fazem questão de sair às ruas de Raqqa para fazer publicidade à causa e prometem vingança. Triste mas Real. É uma pena não se encontrar uma solução diplomática para esta guerra absurda que poderá custar a vida a muita gente.

A segurança para os jornalistas profissionais que estão na Turquia, Curdistão, Chipre e no Mediterrâneo oriental é igual a zero. Ou seja, quem se afoita demais põe em causa a sua própria vida. Aconteceu o mesmo nos outros conflitos internacionais. Mas aqui a situação é mais evidente. A maioria dos profissionais da informação é olhada como “personas non gratas”.

Todos aguardam uma oportunidade para entrar na Síria ou no Iraque para fazer registos fotográficos únicos. Escutar a versão dos civis que estão a ser vítimas dos ataques russos e franceses. Fazer reportagens que possam clarificar a situação que se vive no terreno. Mas não está fácil.

Os militares franceses falam em ataques cirúrgicos. Conversa fiada. Música celestial. Mas a esperança é a última a morrer pelo menos para quem ambiciona mais do ponto de vista jornalístico.

Aguardemos pelos próximos capítulos de uma guerra que vai marcar profundamente a história do século XXI. Uma guerra cujos contornos ainda não estão balizados e que pode envolver várias nações e vitimar milhares de pessoas inocentes. (PA)

 

 

 

 

 

2 COMENTÁRIOS

  1. PARA Q NAO HAJA MAIS UM VIETNAME OU MAIS UMA SOMALIA DEVEMOS USAR MAIS A CABECA Q AS MAOS OU EM PALAVRAS MAIS TECNICAS USAMOS SETENTA POR CENTO A MASSA CINZENTA=INTELIGENCIA=DIPLOMACIA E TRINTA POR CENTO AS MAOS=O BELICISMO=AS ARMAS= A GUERRA.NA MINHA OPTICA ESTA ESTA GUERRA ESTA SUBDIVIDA DE FORMATO UM RIO,O HOLLAND NERVESO E COMOVIDO Q ESTA PELA CHASSINA SEMEADA EM PARIS TOMOU A POSICAO ONDE DESAGUA A AGUA DO RIO NO MAR E O OBAMA ACHOU CONTROLAR O LEITO DO RIO MAS O MENINO PUTIN ENTENDEU Q NA NASCENTE DO RIO SERIA MELHOR PARA FAZER A GUERRA E ACABAR COM A GUERRA FECHANDO TODAS FONTES Q ALIMENTAM A LOGISTICA DO ESTADO ISLAMICO APARTIR DO TRAFICO E VENDA ILEGAL DO PETROLEO E Q ESTE PRODUTO SEGUNDO AS REDES SOCIAIS PARA NAS MAOS DE UM DOS FILHOS DE UM DIRIGENTE NA TURQUIA O Q NAO SE SABE SE MITO OU VERDADE E SE E VERDADE ENTAO O PUTIN ESTA CORTANDO O MAL PELA RAIZ E E AI ONDE O PUTIN ESTA GRITANDO JOIN US,JOIN US.JOIN US E AS OUTRAS PONTENCIAS DEVEM OUVIR E ENTENDEREM ESSE JUNTAMO-NOS Q ELE ESTA PEDINDO PORQUE SENAO VAO CRIAR UM TRANSTORNO E PERDEREM COM A GUERRA E A BATALHA TAMBEM JUNTAM-SE POR FAVOR SRs.BARACK VLADEMIR HOLAND PORQ A UNIAO FAZ A FORCA.DESEJOS EXITOS NESTE COMBATE.

  2. jikula messu q o menino PUTIN neste momento esta olhando com binocolo a Ankara como um lobo vestido de pele de ovelhas e q todo cuidado e pouco para o Putin…kkkkk aaaah os nossos mais velhos q eu muito estimo e considero.good morning,dobreutra e bonjour.

DEIXE UMA RESPOSTA