Cidadãos do mundo mostram-se solidários com franceses

(DW)
(DW)
(DW)

Do Portão de Brandemburgo à Ópera de Sidney, diversos monumentos e edifícios são revestidos com as cores da França – azul, branco, vermelho. Manifestações pelas vítimas de Paris incluem marchas e vigílias.

Para além das declarações oficiais e condolência de chefes de Estado e governo, e de outros protagonistas da política internacional, a série de atentados em Paris inspirou manifestações públicas de solidariedade por organizações, artistas e cidadãos de todo o mundo.

Como expressão visível do apoio ao povo da França, neste sábado (14/11) as prefeituras de diversas metrópoles iluminaram monumentos e prédios característicos com as cores da bandeira nacional francesa: azul, branco e vermelho.

O edifício Empire State e o One World Trade Center de Nova York se revestiram com as cores francesas, assim como a prefeitura de San Francisco. Na noite anterior, o time de hóquei Washington Capitals iluminara o campo de gelo com o bleu-blanc-rouge, antes do jogo.

(DW)
(DW)

Com sua arquitectura inconfundível, a Casa da Ópera de Sidney, Austrália, também recebeu a iluminação tricolor.

(DW)
(DW)

A Pearl TV Tower de Xangai se destacava no perfil nocturno da metrópole chinesa.

Outros pontos incluídos no tributo global foram o monumento Angel de la Independência e o Senado da Cidade do México; a Torre de Toronto, no Canadá; o Estádio de Wembley, em Londres; assim como, em Portugal, a Torre de Belém, em Lisboa, e o Teatro Rivoli, no Porto.

(DW)
(DW)

A onda luminosa se estendeu até o Portão de Brandemburgo, em Berlim. O marco histórico se situa próximo à embaixada da França, diante da qual milhares manifestaram pesar e indignação pela violência do grupo terrorista “Estado Islâmico” (EI).

(DW)
(DW)

Numerosas marchas também marcaram o dia seguinte aos actos terroristas perpetrados em pelo menos seis pontos diferentes da capital parisiense, causando cerca de 130 mortes. Em Milão, Itália, os manifestantes carregavam cartazes com dizeres como “Juntos contra o terrorismo”.

(DW)
(DW)

Na calçada diante da embaixada da França, os cidadãos de Bruxelas, Bélgica, depositaram flores e velas, formando um tapete de mensagens de consolo e solidariedade. Um desenho recorrente nas manifestações combina o perfil da Torre Eifel com o símbolo da paz.

(DW)
(DW)

Também na capital iraniana, Teerão, jovens se reuniram diante da embaixada francesa, expressando pesar pelos ataques assassinos na capital francesa. Cartazes traziam mensagens como “Eu sou Paris” e “Nós estamos unidos”.

(DW)
(DW)

Portando trajes tradicionais, artistas de Bhopal, Índia, realizaram uma vigília à luz de velas, como parte de um programa cultural pelas vítimas do 13 de Novembro.

Os torcedores ingleses de futebol se preparam para prestar uma homenagem ao país vizinho – por meios acústicos. Nas redes sociais, eles estão sendo incentivados a cantar o hino nacional francês no jogo entre as selecções da França e Reino Unido, marcado para a próxima terça-feira, no estádio londrino de Wembley.

“Se você tem um ingresso para o jogo, agora está na hora de aprender a Marselhesa”, tuitou o repórter de britânico Mark Pougatch, do canal ITV, que transmitirá a partida. “E está na hora de mostrar para o mundo o que fraternidade significa”, completou. (dw.de)

AV/abr/sid

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA