Centro Formação do Rangel ministra aulas de língua chinesa

Vista frontal do Centro de Formação Feminina do Rangel (Foto: Joaquina Bento)
 Vista frontal do Centro de Formação Feminina do Rangel (Foto: Joaquina Bento)

Vista frontal do Centro de Formação Feminina do Rangel (Foto: Joaquina Bento)

O Centro de Formação Feminina do Rangel começou a ministrar, desde o ultimo mês de Outubro, aulas de Mandarim ( língua chinesa), numa parceria com a embaixada da China e um grupo de empresários deste país Asiático.

Em declarações hoje, sexta-feira, em Luanda, à Angop, o director do referido Centro, Fragoso João Carlos, explicou que 26 jovens estão a frequentar as aulas e funcionam apenas um período em fase experimental.

Disse que objectivo é aperfeiçoar os jovens, porque nos dias de hoje o mercado de trabalho é muito exigente, por isso incluíram também esta disciplina para permitir que os alunos aprendam a falar o Mandarim.

O director informou que contam com professores chinesas que estão apoiar o Centro, no âmbito de uma parceria da Associação dos Empresários Chinesas e com a sua embaixada em Angola.

Disse que a fase inicial contempla três meses, depois pré-elementar, a intermediaria e a última que é vai de um a dois anos.

“O aprendizado desta língua neste Centro não é apenas uma inovação, mas sim também uma necessidade do mercado de trabalho, hoje o Mandarim não é só para artes e ofícios, mas com a parceria Angola/China nos vários domínios é importante para angolanos passem a ter domínio desta língua, para a facilitação dos contactos” reconheceu o director.

O Centro de Formação Feminina do Rangel, possui curso para empregadas domesticas, culinária e informática, entre outros. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA