Bié: Acidentes de viação causam a morte de 234 pessoas este ano

Acidentes de viação causam a morte de 234 pessoas (Foto: LINO GUIMARÃES)
Acidentes de viação causam a morte de 234 pessoas (Foto: LINO GUIMARÃES)
Acidentes de viação causam a morte de 234 pessoas (Foto: LINO GUIMARÃES)

Duzentas e trinta e quatro pessoas morreram e mil trinta e três outras ficaram feridas de Janeiro a Novembro de 2015, na província do Bié, informou nesta terça-feira, na cidade do Cuito, o comandante da Polícia Nacional, comissário Eduardo Cerqueira.

Em declarações a imprensa local, no quadro das celebrações do Dia Mundial em Memória às Vítimas da Estrada (15 de Novembro), o oficial comissário sublinhou que no mesmo período anterior, a província registou a morte de 261 pessoas, mil e 349 feridos e mil 210 acidentes de viação.

A sinistralidade rodoviária, segundo a fonte, causou prejuízos materiais avaliados em 55 milhões, 790 mil e 57 Kwanzas, menos dois milhões e 660 mil e 295 Kwanzas.

Segundo a sua natureza, 67 choques entre veículos automóveis, 199 choques entre veículos e motociclos, 144 choques entre motociclos, 52 choques contra obstáculos fixos, 89 capotamentos, 80 despistes, 350 atropelamentos e 81 incidentes.

O município do Cuito registou 380 acidentes de viação de natureza diversa, com Andulo com 120, Chinguar 115, Catabola 109, Chitembo com 89, Camacupa com 88, Cunhinga 68, Nhârea 53 e Cuemba com apenas 40 casos.

Constituem factores da sinistralidade rodoviária na região, a falta de educação cívica de alguns condutores com frequentes violações do código de estrada, comportamentos inadequados a vários níveis por parte dos passageiros, condutores e peões na circulação na via pública, nível elevado de condução sob influência do álcool e drogas, uso do telemóvel, não uso constante do capacete e cinto de segurança, excesso de velocidade, mau estado técnico das viaturas, entre outros.

Comemora-se anualmente no terceiro domingo do mês de Novembro o Dia Mundial em Memória às Vítimas da Estrada, adoptado pela ONU, para evocar todos aqueles que perderam a vida em acidentes de viação.

A efeméride foi especialmente concebida para garantir que haja mobilização de toda a população mundial contra “violência previsível”, para confortar os milhões de parentes e amigos das vítimas que sofrem e sofrerão para sempre as consequências. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA