Benguela: Novos enfermeiros aconselhados a pautar pela ética

Novos enfermeiros (Foto: Lucas Leitão/Arq)
Novos enfermeiros (Foto: Lucas Leitão/Arq)
Novos enfermeiros (Foto: Lucas Leitão/Arq)

O director da Repartição Municipal da Saúde no Bocoio, António Silongua, aconselhou terça-feira, nesta localidade, os novos profissionais de enfermagem lançados sábado último no mercado de emprego, a pautarem pela ética e deontologia profissional com vista a melhorar o atendimento nas instituições sanitárias.

Em entrevista à Angop, a propósito do lançamento no mercado de trabalho de 49 novos técnicos de enfermagem, António Silongua apelou aos quadros recém-formados a observância dos seus deveres durante o desempenho da profissão .

Apontou o respeito pela deontologia profissional, a recepção e tratamento com amor e carinho dos doentes, o sigilo profissional, a caridade e as relações humanas como deveres de um enfermeiro que trabalha numa instituição de saúde.

“É expressamente proibido um técnico de enfermagem abandonar um doente com uma patologia”, frisou António Silongua, dando exemplo dos enfermeiros que muitas das vezes enveredam por práticas que violam o código de conduta ética.

Por sua vez, o representante da Escola de Formação Técnica da Saúde de Benguela, Elias Graça Canhama, referiu que a formação dos novos quadros de enfermagem constitui um grande ganho da paz e dos 40 anos de Independência de Angola.

Na ocasião foram lançados igualmente no mercado laboral 32 auxiliares de enfermagem que transitaram à categoria de técnicos médios de enfermagem.

Em Benguela a escola de formação de técnicos de enfermagem já formou 169 quadros de 2012 a 2015. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA