Bengo: Anunciados vencedores do Prémio Provincial de Jornalismo 2015

Bengo: Vencedores do prémio provincial de jornalismo 2015 com o governador João Bernardo de Miranda (Foto: Adão João Pedro)
Bengo: Vencedores do prémio provincial de jornalismo 2015 com o governador João Bernardo de Miranda (Foto: Adão João Pedro)
Bengo: Vencedores do prémio provincial de jornalismo 2015 com o governador João Bernardo de Miranda (Foto: Adão João Pedro)

O jornalista João de Figueiredo Alberto Wassamba, na categoria de imprensa, Chimim Agostinho (rádio) e Vladimir Dembo (televisão) foram os vencedores da 7ª edição do Prémio Provincial de Jornalismo no Bengo.

Com a reportagem intitulada “A dança Ndembe – um elemento aglutinador das populações do Bengo”, João de Figueiredo Alberto Wassamba, da Agência Angola Press (Angop), conquista o galardão pela segunda vez consecutiva.

Em declarações à Angop, João de Figueiredo Alberto Wassamba explicou que a humildade e saber ouvir os outros, bem como ler matérias publicadas por outros profissionais da comunicação social, constituem o segredo para arrebatar títulos.

O corpo de jurados, presidido por Marinela dos Santos Baptista, atribuiu o prémio na categoria de radiodifusão à peça “violência doméstica como um facto criminal”, do jornalista da emissora provincial da RNA, Chimim Agostinho, e ao trabalho “contributo do turismo para a economia” do jornalista Vladimir Dembo, do centro de produção da TPA, na categoria televisão.

Foram igualmente distinguidos com menções honrosas os jornalistas Eduardo Mota e Amélia Caquinda, da emissora provincial da RNA, assim como Pedro Bica, das Edições Novembro.

Ao intervir na ocasião, o governador da província do Bengo, João Bernardo de Miranda, felicitou os laureados e enalteceu o trabalho dos profissionais de imprensa, tendo instado os mesmos a continuarem no seu trabalho de investigação em prol dum jornalismo cada vez mais responsável.

O acto de divulgação dos vencedores da 7ª edição do Prémio Provincial de Jornalismo no Bengo foi acoplado as celebrações dos 40 anos da Independência Nacional que hoje, 11 de Novembro, se assinala. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA