Bélgica: Ruas desertas num país em Estado de Emergência (vídeo)

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

Pelo segundo dia consecutivo as ruas belgas, principalmente as de Bruxelas, são patrulhadas, intensivamente, por forças da segurança belga. O primeiro-ministro afirmou que há elementos suficientes para acreditar que a “ameaça é precisa e iminente”. Teme-se que o homem mais procurado da Europa, Salah Abdesalm, que se acredita tenha desempenhado um papel importante nos atentados de Paris, se encontre, algures no país, carregado de explosivos. Uma informação fornecida aos investigadores por Hamza Attouh, um dos homens que transportou Abdeslam de Paris para Bruxelas, depois dos atentados na capital francesa. As autoridades belgas continuam, por isso, a caça ao homem que é originário do bairro de Molenbeek, em Bruxelas.

A polícia francesa procura estes dois homens.

Este domingo de manhã o metro continuava encerrado, como previsto. O comércio local, maioritariamente, fechado. As ruas praticamente desertas.

O Conselho de Segurança Nacional belga reúne-se, este domingo, uma vez mais, para decidir se mantém o Estado de Emergência, o que é provável, mas também sobre a reabertura do metro e as medidas a tomar, para a próxima segunda-feira, em relação, por exemplo, às escolas. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA