Banco Angolano de Investimento deixa de ter dólares

(OPAIS)
(OPAIS)
(OPAIS)

A desvalorização do kwanza e a baixa do preço do petróleo reflecte-se na economia angolana que além do desemprego galopante, encerramento de empresas, aumento do preço dos produtos de primeira necessidade, se vê agora confrontada com a falta de divisas com destaque para o dólar.

A economia angolana continua em baixa, a crise do preço do petróleo, a principal receita do país, alterou o crescimento económico do país. A reduzida injecção de divisas do banco central para os bancos comerciais está a criar graves dificuldades aos operadores económicos.

A desvalorização da moeda nacional, o kwanza, e as restrições das importações aumentou o custo de vida. Muitas empresas paralisaram e consequentemente registou-se um crescimento do desemprego.

O Banco Angolano de Investimentos (BAI), o maior banco privado angolano, deixou de ter notas da moeda norte-americana dólar a partir desta segunda-feira.

Apesar de não ter sido anunciado, a unidade sul-africana no banco Rand Merchant, que é um dos fornecedores de dólares a bancos angolanos comunicou que a moeda norte-americana será descontinuada a partir de hoje, uma vez que o banco norte-americano que fornece os dólares avisou no final de Outubro que ia deixar de entregar notas, sem apresentar qualquer motivo para a alteração.

O Banco Nacional de Angola (BNA) recomendou aos clientes que queiram viajar para o estrangeiro para usarem cartões de crédito, de débito e cartões pré-pagos. Na mesma nota do BNA é recomendado que os angolanos procurem comprar moedas do país para onde vão viajar, e não dólares. (rfi.fr)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA