Atentados em Paris colocam a PJ em alerta máximo

(DR)
(DR)
(DR)

Unidade Nacional de Contra-Terrorismo da Polícia Judiciária detectou, no ano passado, a passagem de ingleses por Portugal em direcção à Síria, local onde se juntaram aos jihadistas do Estado Islâmico.

A Polícia Judiciária está em alerta máximo, tendo inclusive, aumentado a segurança das suas instalações.

Segundo informação veiculada esta segunda-feira pelo Jornal de Notícias, todas as secções regionais da Unidade Nacional de Contra-Terrorismo estão de prevenção.

Mas o reforço da segurança não se fez apenas por parte da Judiciária. A PSP aumentou a segurança às embaixadas de países como Reino Unido, França, Espanha e EUA, tendo reforçado também a segurança nos aeroportos.

Do lado do SEF, o nível de prevenção é também elevadíssimo. Esta unidade policial está encarregue de fiscalizar, mais intensivamente, os documentos de passageiros oriundos do espaço Schengen, em especial os que têm origem em França.

Ainda segundo o que apurou o JN, a Polícia Judiciária não está apenas em alerta, está também a investigar se há qualquer tipo de ligação (familiar ou não) dos terroristas que levaram a cabo os ataques sangrentos em Paris a Portugal. Esta é uma questão pertinente, pois um dos terroristas está em fuga e se tiver ligações a terras lusas, poderá, eventualmente, tentar esconder-se por cá. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA