As relações económicas entre a Turquia e a Rússia

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

Há cerca de um ano, Rússia e Turquia deixaram de lado divergências no plano internacional e assinaram uma série de acordos nos campos do comércio e da energia. Hoje, tudo isso pode estar em causa.

O presidente da Rússia considerou que o abate de um avião de combate russo pela Turquia foi “uma facada nas costas (…) dada por cúmplices de terroristas”. Vladimir Putin advertiu que a ação irá “ter consequências sérias para as relações russo-turcas”.

Uma das formas da Rússia retaliar é através de sanções económicas. Moscovo e Ancara têm trocas importantes ao nível dos setores do turismo, da energia, dos têxteis ou ainda da alimentação.

Em 2014, a Turquia fez exportações para a Rússia no valor de 5,9 mil milhões de dólares e importações no valor de 25 mil milhões de dólares.

Segundo um analista da IG, Chris Beauchamp “não há dúvida que, se a Rússia decidir avançar com sanções económicas, entre outras manobras, isso terá um impacto na economia turca. Já estão a falar de potenciais acordos que poderão ser rasgados. Mas, na realidade, penso que, enquanto russos e turcos falam da questão, é difícil imaginar como é que a situação poderá persistir no longo prazo. Ambas as partes têm demasiado a perder se romperem com tudo”.

As estâncias turcas são um destino turístico popular entre os russos, que não necessitam de visto para entrar na Turquia. Mais de 4 milhões de russos, a maior parte turistas, visitaram a Turquia no ano passado. Na energia, Ancara é o segundo maior cliente de gás russo a seguir à Alemanha. e há um projeto para construir um gasoduto. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA