Argentina: Macri anuncia gabinete para avaliar erros económicos da presidência Kirchner (vídeo)

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

Mauricio Macri venceu este domingo a segunda volta das presidenciais e sucede a Cristina Kirchner como novo Presidente da Argentina. O candidato de centro-direita pôs fim a 12 anos de liderança à esquerda, pelo Kirchner, Nestor desde 2003 e a mulher Cristina a partir de 2007.

Depois de ter ficado em segundo na primeira volta (34,15 por cento contra 37,08), na segunda o líder da coligação Cambiemos somou 51,40 por cento dos votos contra 48,60 de Daniel Sciolli, do Partido Justicialista, apoiado pela Presidente cessante.

Previsto para assumir o cargo a 10 de Dezembro, Macri pretende cortar com o passado e promete corrigir os alegados erros herdados. A economia assume-se como a grande prioridade.

Para começar, o novo Presidente argentino anunciou a criação de um gabinete especial multi-ministerial para avaliar, de facto, qual é a situação económica da Argentina. “Vou criar o mais rápido possível um gabinete económico. Não vou designar um ministro da Economia. Vai haver, sim, um ministro da Fazenda e Finanças. Depois, vão ser 6 os ministros que vão integrar este gabinete económico para que rapidamente venham a tomar contacto e saber qual é a situação (da Argentina)”, explicou Macri.

O novo gabinete económico da Argentina vai integrar os ministros da Fazenda e Finanças, do Trabalho, da Agricultura, da Produção, da Energia e dos Transportes. A aposta de Mauricio Macri é tornar a economia da Argentina previsível, credível e confiável para os investidores. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA