Angola exporta para Reino Unido bens avaliados em mais de 582 milhões de dólares

Rosa Pacavira, Ministra do Comércio (Foto: António Escrivão)
Rosa Pacavira, Ministra do Comércio (Foto: António Escrivão)
Rosa Pacavira, Ministra do Comércio (Foto: António Escrivão)

A ministra do Comércio, Rosa Pacavira, disse nesta quarta-feira, em Luanda, que o país exportou para o Reino Unido, durante o primeiro semestre do corrente ano, produtos diversos avaliados em 582,2 milhões de dólares, contra 292,9 do total de 2014, o que neste momento já representa um aumento na ordem dos 50 porcentos.

Segundo a governante que falava na cerimónia de lançamento da Câmara de Comércio Angola/Reino Unido, no mesmo período, as importações de Angola daquele país cifraram-se na ordem 318.164 mil milhões, contra 1.157,5 mil milhões de dólares em 2014.

“É importante realçar que as estatísticas evidenciam uma forte relação comercial, obedecendo naturalmente os princípios da OMC e da Câmara de Comercio Internacional”, disse.

Indicou que a Câmara de Comércio Angola/Reino Unido terá como missão incrementar o comércio e investimentos das empresas dos dois lados nos diversos sectores de actividade, aproveitando as oportunidades que ambas as economias oferecem.

Fez saber que o Governo deve fazer a sua parte, facilitando a actuação das empresas, simplificando a legislação, agilizando os modos de concessão de visto.

Explicou que em Angola a Assembleia Nacional aprovou a Lei dos Investimento Privado, que aplica-se a investimentos externos de qualquer montante, bem como estabelece benefícios e incentivos fiscais a investimentos externos, cujo montante global seja equivalente ou superior a um milhão de dólares.

“Com a criação desta câmara, penso que estão criadas as condições para a captação de investimentos, parcerias público/privado para o desenvolvimento sustentável dos nossos países, podendo contar com o apoio institucional da Agência de Promoção de Investimentos e das Exportações, bem como das Unidades Técnicas de Apoio ao Investimentos Privado e do Ministério do Comércio”, disse.

A câmara, segundo os seus mentores, irá providenciar, continuamente, informações relevantes aos seus membros, através de vários canais de comunicação, principalmente na sua página Web www.ukangolanchamber.co.ao, que será lançada em meados de Dezembro deste ano.

A instituição, dirigida pelo engenheiro angolano Braúlio de Brito, irá também organizar uma série de eventos para manter o contacto regular entre os seus membros.

Presenciaram o acto de lançamento, realizada na sede da Embaixada do Reino Unido, membros do Governo, do corpo diplomático acreditado no país e entidades ligadas a várias associações empresariais nacionais e estrangeiras. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA