Angola aborda eficiência energéticas dos data centers

Angola Cables (DR)
Angola Cables (DR)
Angola Cables (DR)

A Angola Cables será uma das empresas africanas presente na 3ª edição do Fórum Brasil-África, a decorrer nos dias 19 e 20 de Novembro, na cidade brasileira do Recife. A empresa será representada pelo seu CEO, António Nunes, que será prelector do tema “Eficiência Energética em Data Centers”, enquadrado no tema central deste ano, os “Desafios e Oportunidades para o fornecimento de energia no Brasil e na África”.

Nesta edição, além dos painéis sobre o sector de petróleo e gás, energia renovável, financiamento, novas tecnologias, programas educacionais e investimentos em infra-estrutura, empresas de diversos sectores da energia vão expor os seus produtos numa feira realizada à margem do evento. O fórum visa promover, igualmente, oportunidades de parceria, troca de experiências e incentivo para aumentar a oferta de energia eléctrica no Brasil e em África.

“Os data centers são actualmente grandes consumidores de energia, mas hoje existem tecnologias que contribuem para a optimização do consumo efectivo de energia neste tipo de instalações. Por outro lado, estamos a estudar a implementação de fontes alternativas de energia, como a solar e a fotovoltaica, que permitem tornar as instalações mais ecológicas”, afirmou António Nunes, CEO da Angola Cables. “Iremos referir ainda que as smart grids, que promovem a utilização eficiente de energia nas cidades, necessitam para o seu funcionamento de estruturas de telecomunicações como as que a Angola Cables está a contruir, nomeadamente os cabos submarinos de fibra óptica SACS e Monet”, reforçou.

O terceiro Fórum Brasil-África é uma iniciativa do Instituto Brasil-África, instituição criada em 2003 com o objectivo de desenvolver  projectos inovadores como a Exposição Mandela. A referida instituição edita a Revista Atlântico e promove visitas técnicas de delegações africanas a empresas e instituições brasileiras.

Sobre a Angola Cables

A Angola Cables é uma Empresa criada em 2009 pelos 5 principais operadores de Telecomunicações nacionais, sendo a principal atividade da Empresa a gestão da conectividade internacional entre Angola e o resto do Mundo, através de cabos submarinos de fibra ótica.

A Angola Cables pretende transformar o país num dos principais Hub africanos de telecomunicações, impulsionada pela visão dos seus acionistas e pela estratégia do governo. Os principais projectos da empresa são a construção dos cabos submarinos de fibra óptica South Atlantic Cable System (SACS), que ligará Luanda e Fortaleza, no Brasil, e o Monet que conectará as cidades de Santos e Fortaleza, no Brasil, e Miami, nos Estados Unidos. (nota de imprensa enviada à nossa redacção com pedido de publicação)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA