Alemanha: Líder do Pegida compara ministro da justiça ao nazi Joseph Goebbels

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

O movimento anti-islâmico alemão, Pegida, envolveu-se em mais um escândalo.

O líder, Lutz Bachmann está a ser alvo de fortes críticas, depois de ter comparado o atual ministro alemão da justiça, Heiko Maas, a Joseph Goebbels, o chefe da propaganda nazi.

O Partido Social Democrata, ao qual pertence Maas, já se pronunciou condenando o que considera ser um ataque ao governante.

Esta não é a primeira vez que Lutz Bachmann se envolve em polémica.

No início do ano afastou-se da liderança do movimento, por algum tempo, depois de serem publicadas fotografias onde aparecia fantasiado de Adolf Hitler.

O Pegida, que se tem manifestado contra a política alemã de acolhimento de refugiados, tem vindo a registar uma queda do número de apoiantes.

Na habitual manifestação de segunda-feira, em Dresden, na Saxónia, o movimento contou com cerca de 8 mil manifestantes, muito abaixo dos 15 mil registados há duas semanas. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA