Advogado de activistas angolanos garante que vai ao julgamento na segunda-feira

Walter Tondela (VOA)
Walter Tondela (VOA)
Walter Tondela (VOA)

Walter Tondela diz que, apesar do tribunal não permitir o acesso ao processo, a defesa não vai pedir o adiamento do julgamento.

O advogado dos 17 activistas acusados de rebelião e de prepararem um golpe de Estado em Angola Walter Tondela acredita que o juiz Januário Domingos José está a impedir o acesso ao processo como forma de levar a defesa a solicitar o adiamento do julgamento previsto para iniciar na segunda-feira, 16.

“O tribunal continua a criar dificuldades para consultaremos o processo, mas ainda assim não vamos pedir o adiamento, vamos vir mesmo assim”, garantiu o advogado.

Tondela, que integra a equipa de defesa dos 17 activistas, confirma que o julgamento vai ser realizado na 14.ª secção do Tribunal Provincial de Luanda, que até ao final de Outubro funcionava em Cacuaco, e que foi transferido para a zona do Benfica, município de Belas.

O portal Club-k escreve hoje que o Governo angolano teria sido aconselhado a adiar o julgamento dos activistas para não “atrapalhar” o diálogo que uma delegação chefiada por George Chicoty manterá em Washington na próxima semana.

Entretanto, o advogado Walter Tondela adiantou à VOA que até ao momento o julgamento está marcado para a segunda-feira e que ainda hoje quando se dirigiu ao tribunal, foi-lhe informado que o juiz da causa estava a estudar o processo. (voa.com)

por Coque Mukuta

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA