Administrador da Ilha do Cabo solicita abertura de escola do ensino médio na circunscrição

Escola do I e II ciclo do ensino secundário do bairro Terra Nova (Foto: Quintas Benjamim/ilustração)
Escola do I e II ciclo do ensino secundário do bairro Terra Nova (Foto: Quintas Benjamim/ilustração)
Escola do I e II ciclo do ensino secundário do bairro Terra Nova (Foto: Quintas Benjamim/ilustração)

O administrador do bairro da Ilha do Cabo, distrito urbano da Ingombota, em Luanda, Paulo Neto, solicitou hoje, terça-feira, a abertura de uma escola do ensino do segundo ciclo (médio) na circunscrição, para evitar que os jovens se desloquem para outros municípios para aumentar os conhecimentos académicos.

Em declarações à Angop, o administrador afirmou que neste momento a Ilha do Cabo possui apenas três escolas públicas, da iniciação e primeiro ciclo, e para prosseguir com os estudos os alunos são obrigados a deslocarem-se para outros bairros de diferentes distritos ou municípios.

De acordo com a responsável, no bairro não existem crianças em idade escolar fora do sistema normal de educação na presente época escola, e a administração distrital vai propor a Comissão Administrativa da Cidade de Luanda a transformação de uma das escolas do primeiro ciclo para o segundo (médio).

Quanto a saúde, prosseguiu o responsável, a administração distrital da Ingombota esta empenhada em transformar, este ano, dois centros de saúde da periferia em hospitais de referência.

Disse que esta em fase de acabamento junto ao centro a repartição distrital e será ampliado com novos serviços, internamento e maternidade, devendo atender aproximadamente 300 pacientes por dia.

Paulo Neto acredita que a ampliação vai reduzir o fluxo de pacientes nos hospitais centrais existentes na Ingombota, e prestar melhor serviço de saúde aos munícipes, principalmente os da periferia.

O distrito urbano da Ingombota tem no seu espaço o Hospital Militar Central, da Indiama, maternidades Augusto Ngangula e Lucrécia Paim, bem como outras unidades privadas.

A circunscrição é repartida pelos bairros da Ingombota (sede), Maculusso, Ilha do Cabo, Kinanga e Patrice Lumumba.

É habitada por mais de 400 mil cidadãos numa extensão de 27 quilómetros quadrados. A circunscrição ocupa uma grande parte da zona urbana da cidade capital. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA