Vice-presidente deixa Nova Iorque de regresso a Luanda

Vice-presidente da República, Manuel Vicente, recebe cumprimentos de despedida em Nova Iorque (Foto: Pedro Parente)
Vice-presidente da República, Manuel Vicente, recebe cumprimentos de despedida em Nova Iorque (Foto: Pedro Parente)
Vice-presidente da República, Manuel Vicente, recebe cumprimentos de despedida em Nova Iorque (Foto: Pedro Parente)

O vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente, deixou já a cidade de Nova Iorque, com destino a Luanda, após ter participado na 70ª Sessão da Assembleia-Geral das Nações Unidas.

No aeroporto Internacional John F. Kennedy, Manuel Domingos Vicente, que representou no fórum o Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, recebeu cumprimentos de despedida de membros da delegação angolana.

Ao discursar quinta-feira na sede das Nações Unidas, Manuel Vicente reiterou o direito do continente africano de estar representado entre os membros permanentes do Conselho de Segurança (CS) da ONU.

Salientou que o 70º aniversário da organização deveria constituir incentivo adicional para acelerar reformas, visando a revitalização do sistema das Nações Unidas, em particular do CS, através do alargamento do número dos membros permanentes e não permanentes.

Por outro lado, disse que a República de Angola considera como imperiosa a criação de uma coligação mundial para combater o incremento das actividades terroristas, perpetradas por grupos extremistas em África e noutras regiões do Mundo.

Neste sentido, o governante referiu que a criação da Task Force da Bacia dos Países do Lago Chade e Benim é um exemplo de resposta colectiva que merece o necessário respaldo da comunidade internacional, visando extirpar de África o flagelo terrorista que tem causado sofrimento aos povos por ele afectados.

Manuel Vicente sugeriu igualmente uma reflexão conjunta sobre o papel e futuro da ONU, acrescentando ser necessário ter uma organização capaz de promover a paz e segurança internacional, agir com celeridade e eficácia em situações de conflito e dar resposta aos desafios actuais e emergentes.

Durante a sua estadia em Nova Iorque, o vice-presidente da República participou em várias actividades ligadas ao programa dos 70 anos da fundação da ONU, ao lado de distintos líderes mundiais.

Criada em 1945, a ONU é hoje a maior tribuna política internacional, tendo entre os seus fundamentais propósitos a manutenção da paz.

Actualmente é integrada por 193 estados e tem como órgãos principais a Assembleia-Geral, da qual fazem parte todos os membros, e o Conselho de Segurança, integrado por 15 estados.

Angola é membro não permanente do Conselho de Segurança da ONU desde 2014, para um mandato de dois anos, onde tem trabalhado para o desenvolvimento harmonioso das nações. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA