Vice-presidente aborda cooperação pelo desenvolvimento com ONU

Manuel Vicente - Vice - Presidente da República (Foto: Pedro Parente)

A cooperação entre Angola e as Nações Unidas para a promoção do desenvolvimento sustentável do país foi discutida nesta sexta-feira, numa audiência que o Vice-presidente da República, Manuel Vicente, concedeu ao representante do Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD).

Segundo Pier Paolo Balladeli, em declarações à imprensa, neste momento delicado devido a redução do preço do petróleo se exige uma maior colaboração da comunidade internacional para se superar as dificuldades actuais.

Disse ainda que Angola vai iniciar o processo de certificação para passar da categoria de país menos avançado para país de renda média.

Adianta que este processo aumenta as responsabilidades em termos de indicadores de desenvolvimento humano e diversificação económica.

Anunciou para 16 de Novembro próximo a vinda à Angola do director regional do PNUD para com os ministérios das Relações Exteriores e do Planeamento e Desenvolvimento Territorial tratar da graduação e avaliar a implementação do programa de desenvolvimento nacional.

Pier Paolo Balladeli disse que a visita servirá também para avaliar as estratégias de desenvolvimento que promovam a equidade e de melhoramento dos indicadores de desenvolvimento humano.

Afirmou ter abordado também a importância dos projectos ambientais, salientando que Angola tem sete projectos, com o Fundo da ONU para Alimentação e Agricultura (FAO) e o PNUD, para mitigar os efeitos das mudanças climáticas.

Salienta ter ouvido do Vice-presidente garantias de que Angola pode ter papel de destaque na redução dos efeitos das mudanças climáticas por ser um país com muita diversidade da flora e fauna.

Garantiu apoio aos programas de diversificação económica, com destaque para agricultura, turismo e indústria mineira, por aumentar o ingresso das famílias e auto sustentabilidade e a exportação.

Pier Paolo Balladeli afirmou que ambos manifestaram preocupação com a possibilidade de se registar um aumento de casos de infecção do HIV/SIDA, com o alcance da paz e abertura das fronteiras do país.

“Angola ficou protegida da doença durante a guerra, mas a abertura de fronteiras, circulação de pessoas e abertura ao comércio obrigam as autoridades angolanas a tomar medidas para evitar novas infecções”, reforçou.

Declarou que o encontro com o Vice-presidente da República serviu para felicitar a participação angolana na abertura dos debates gerais da Assembleia Geral das Nações Unidas.

Enalteceu o facto de Angola ter reafirmado o empenho na promoção da paz e segurança no continente africano.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) é o órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) que tem por mandato promover o desenvolvimento e eliminar a pobreza no mundo.

Entre outras actividades, o PNUD produz relatórios e estudos sobre o desenvolvimento humano sustentável e as condições de vida das populações, bem como executa projectos que contribuam para melhorar essas condições de vida, nos 166 países onde possui representação.

É conhecido por elaborar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), bem como por ser o organismo internacional que coordena o trabalho das demais agências, fundos e programas das Nações Unidas – conjuntamente conhecidas como Sistema ONU – nos países onde está presente. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA