Uíge: Alunos querem mais bibliotecas nas escolas

Biblioteca (Foto: Angop)

Uíge – Os estudantes do Instituto Médio Politécnico Manuel Quarta Punza sugeriram hoje, sexta-feira, a criação de mais bibliotecas na sede capital da província por forma a facilitar a investigação académica dos alunos.

Biblioteca (Foto: Angop)
Biblioteca (Foto: Angop)

Segundo estudantes interpelados pela Angop, a criação de mais bibliotecas possibilitaria o acesso a bibliografia científica, literária e de cultura geral, ajudando-os na compreensão de várias matérias curriculares.

Os estudantes reconheceram que as poucas bibliotecas existentes na cidade do Uíge deveriam ser apetrechadas com mais títulos bibliográficos, de forma a incentivar os jovens a cultivarem o gosto pela leitura.

Para o estudante do curso de Informática, Adalberto Nsangu, a carência de bibliotecas obriga muitos alunos a deslocarem-se à província de Luanda para obterem os livros.

“Temos carência de obtenção de material do nosso curso, o que, às vezes, cria-nos certas dificuldades na altura de elaboração dos nossos trabalhos”, admitiu.

Para a estudante Viana da Ressureição, a criação de mais bibliotecas na província facilitaria no capítulo da investigação, sobretudo a literatura angolana, admitindo a necessidade de a maior parte das bibliotecas serem reforçadas com mais livros didácticos.

“Sou de opinião que deviam ser abertas mais bibliotecas na cidade do Uíge, em particular, e na província em geral, porque as poucas existentes não estão a corresponder com à procura”, opinou João Dala.

Para Alicia da Glória, a inexistência de bibliotecas na cidade do Uíge retira cada vez mais o hábito de leitura aos alunos, o que faz com que muitos ingressem no ensino superior com fraco domínio da língua portuguesa e com problemas ortográficos.

Já Miguel Mbemba, que alinhou no mesmo pensamento, reconheceu que embora existam poucas bibliotecas muitos colegas ainda não se preocupam em consultar esses serviços.

Os alunos sugeriram ainda a necessidade de se acelerar as obras de construção da Mediateca para suprir a carência de bibliotecas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA