Taxistas pagam caução e ficam em liberdade

Greve taxistas em Luanda (VOA)
Greve taxistas em Luanda (VOA)
Greve taxistas em Luanda (VOA)

O Tribunal Municipal de Kilamba Kiaxi mandou para casa mais de 50 taxistas detidos na manifestação da segunda-feira que agora terão de pagar uma caução de 30 mil kwanzas.

Eles eram acusados de ofensas corporais, arruaça e outros crimes supostamente realizados durante os protestos, mas a juíza Maria Luísa Tembo considerou não haver provas suficientes para serem condenados agora.

“Com isto entendemos que o processo deve ser remetido à instrução porque não estão reunidos os pressupostos necessários para o julgamento sumário”, disse a juíza, citada Rádio Nacional de Angola,

Desta forma, aqueles taxistas vão aguardar a instrução do processo pela Procuradoria Geral da República que deve determinar quem foram as pessoas ofendidas ou feridas e o valor dos danos causados.

Como a VOA informou anteriormente, o Tribunal Municipal de Viana condenou seis taxistas a dois meses de prisão e ao pagamento de uma multa de 70 mil kwanzas.

No município de Cacuaco, o Tribunal Provincial de Luanda condenou sete dos 28 acusados, entre taxistas e cobradores.

Na segunda-feira, 143 taxistas foram detidos quando protestavam contra a falta de postos de carga e descarga e a decisão das autoridades de não aumentar o preço das tarifas, apesar da subida do preço do combustível.

A Associação dos Taxistas de Luanda e as autoridades prometeram uma solução para este fim-de-semana. (voa.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA