Sudão bloqueia cargas de alimentos para missão de paz em Darfur

(Foto de Ashraf Shazly/AFP/Arquivos)
(Foto de Ashraf Shazly/AFP/Arquivos)
(Foto de Ashraf Shazly/AFP/Arquivos)

O Sudão está bloquear a entrega de rações e outros produtos necessários para as tropas que actuam na missão conjunta de paz das Nações Unidas e da União Africana em Darfur, denunciou um porta-voz da ONU nesta quarta-feira.

Cerca de 190 contentores, a maioria com alimentos, foram retidos em Porto Sudão durante semanas, disse o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric.

“É importante reforçar que os níveis actuais de rações de alimentos são de grande preocupação para nós”, disse Dujarric, afirmando, ainda: “rogamos ao governo do Sudão para libertar os contentores imediatamente”.

O embaixador britânico Matthew Rycroft disse a jornalistas que Cartum está violar os termos do acordo das Nações Unidas sobre a missão de Darfur (UNAMID).

“Eles estão a reter  as rações vitais e outras provisões em Porto Sudão destinadas às tropas da UNAMID”, disse Rycroft, ressaltando que isto “está acontecendo durante semanas e semanas e precisa parar”.

A menos que o governo de Cartum suspenda seu bloqueio, a ONU terá que tomar medidas adicionais para entregar as provisões, o que representaria custos adicionais de milhões de dólares.

O custo mensal deste abastecimento aumentará de 3 a 13 milhões de dólares para poder assegurar que a missão de manutenção de paz receba seus elementos primordiais, acrescentou o embaixador britânico.

Mais de 17.000 soldados e policias foram mobilizados em Darfur como parte da UNAMID, criada em 2007.

A violência tomou conta de Darfur desde que os insurgentes se levantaram contra o governo de Cartum há 12 anos, em um conflito que deixou mais de 300.000 mortos e 2,5 miliões de deslocados. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA