Sócrates já votou, mas recusa falar. “Há muito aprendi a esperar”

(DR)
(DR)
(DR)

Ao contrário de Ricardo Salgado, ao que tudo indica José Sócrates foi votar sem escolta policial.

O ex-primeiro-ministro saiu hoje de casa por breves momentos para exercer o seu direito de voto, na escola Alexandre Herculano, em Lisboa.

Segundo a SIC, tudo indica que, ao contrário de Ricardo Salgado, José Sócrates se tenha deslocado às urnas sem escolta policial.

Aos jornalistas, depois de exercer o seu direito de voto, José Sócrates afirmou: “Hoje é o tempo em que o país toma decisões importantes e é preciso respeitar esse tempo.”

“Há muito aprendi a ter confiança e a esperar. Terei tempo de responder às vossas perguntas”, acrescentou.

Na altura em que se debateu a possibilidade de votar acompanhado por forças policiais, o advogado João Araújo garantiu que tal não iria acontecer, pois isso representaria “uma humilhação pública com prejuízos até para o Partido Socialista”.

José Sócrates está em prisão domiciliária, em Lisboa, desde dia 4 de setembro, depois de ter sido detido a 21 de novembro de 2014, no aeroporto de Lisboa, indiciado pelos crimes de fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção passiva para ato ilícito, e de ter ficado mais de nove meses preso preventivamente na cadeia de Évora.

Recorde-se que desde que está em prisão domiciliária, o ex-primeiro-ministro ainda não tinha feito declarações públicas. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA