Sócrates escutado após sair da cadeia. “Coscuvilhice inaceitável”, diz defesa

(DR)
(DR)
(DR)

Ex-primeiro-ministro viu ser-lhe alterada a medida de coação. Está agora em prisão domiciliária depois de vários meses detido em Évora.

José Sócrates foi escutado já em prisão domiciliária. Na base do interesse dos investigadores estará um monte adquirido em Montemor-o-Novo por Sofia Fava, a antiga companheira do ex-governante.

O Jornal de Notícias revela que as escutas terão decorrido entre 16 e 27 de setembro. Os telemóveis de Sofia Fava eram o alvo mas também o telefone fixo da residência onde Sócrates estava em prisão domiciliária terá sido escutado pelos investigadores.

Em causa estarão suspeitas relativas ao imóvel, adquirido por 760 mil euros. Embora o monte alentejano esteja em nome da ex-mulher de José Sócrates, a investigação acredita que, na realidade, pertence ao ex-primeiro-ministro.

Ao mesmo jornal, Pedro Delille, um dos advogados de Sócrates, não comentou diretamente estas escutas nem estas suspeitas. Mas afirmou que “o que não é crime não pode ser escutado”, descrevendo a atitude da investigação como estando ao nível da “coscuvilhice mais inaceitável”.

“A investigação ainda vai ser julgada, mas não será neste processo. Oportunamente, revelaremos os podres da investigação”, atirou o advogado. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA