Síria: Rússia bombardeia bastião do EI antes de negociações em Paris

(euronews.com)
(euronews.com)
(euronews.com)

A Rússia lançou um novo bombardeamento na Síria, horas antes da chegada de Vladimir Putin a Paris para discutir a ofensiva russa no terreno.

Segundo o ministério da Defesa russo, o ataque desta manhã terá visado um campo de treino do grupo Estado Islâmico, no bastião de Raqqa.

O ataque teria provocado a morte de pelo menos 12 combatentes islamitas, segundo
o Observatório dos Direitos Humanos Sírio.

O novo bombardeamento ao lado das forças do regime de Bashar Al-Assad, ocorre num momento em que Moscovo sugere que a operação no país deverá prolongar-se por 3 a 4 meses.

Segundo o analista Aleksander Baunov, do Moscow Carnegie Center, “A Rússia quer atingir vários objetivos, ajudar um país aliado, mas também ultrapassar os diferendos com o Ocidente. Se a Rússia luta contra o Estado Islâmico, então está a visar um inimigo comum. Sim, Moscovo atuou sem qualquer acordo, ou talvez existisse uma perspetiva de acordo”.

Uma operação envolta em polémica depois dos primeiros bombardeamentos russos, na quarta-feira, terem visado as forças da oposição moderada treinadas pelos EUA em Idlib, Homs e Hama.

Os membros da coligação norte-americana na Síria condenaram hoje as ações russas num comunicado conjunto em que temem que a operação militar russa possa criar uma nova escalada do conflito que dura há 4 anos. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA