Síria: otimismo moderado em Viena

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

O Irão junta-se, hoje, às negociações sobre a Síria, em Viena.

O convite a Teerão representa uma viragem no processo diplomático. Consenso precisa-se, para por fim a uma guerra que se arrasta há quatro anos, mas a tarefa não se adivinha fácil devido à posição assumida pelos países aliados de Bashar Al-Assad e dos Estados Unidos.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros francês defende que é preciso ser mais eficaz na luta contra os grupos terroristas e, em seguida, organizar uma transição política que passa pela saída do Presidente sírio do poder. Uma figura que diz ser responsável pelo que está a acontecer no país e que não pode, por isso, fazer parte da solução.

Uma posição que promete dificultar um entendimento com os dois maiores aliados do regime sírio, Teerão e Moscovo.

Mais de uma dezena de países marcam presença no encontro. Entre eles, o Egito, o Líbano e a Arábia Saudita.

Euronews: “É num ambiente de otimismo moderado que arranca este encontro em Viena onde foram convidados representantes regionais e internacionais, mas não a oposição síria. A questão que agora se coloca é saber se deste encontro vai sair um roteiro para a paz ou se, no final e à semelhança do que aconteceu no passado, não vai ser possível chegar a um acordo para para acabar com o banho de sangue na Síria.” (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA