Simprof em reunião nacional no Lubango

Maria João Chipalavela (Foto: Kristhinas Assunção)
Maria João Chipalavela (Foto: Kristhinas Assunção)
Maria João Chipalavela (Foto: Kristhinas Assunção)

Professores de todas províncias do país participam desde quinta-feira, no Lubango, na quarta reunião ordinária do conselho nacional do Sindicato dos Professores (Sinprof) sob o lema “Por um ensino de qualidade, rumo ao desenvolvimento”.

Durante quatro dias, os docentes estão a abordar temas sobre a educação em Angola, pontos de estrangulamento da qualidade de ensino, os dispositivos no Ministério da Educação, informe sobre as negociações do caderno reivindicativo, comemorações dos 20 anos do Sinprof, alteração dos estatutos do Sinprof, caso CGSILA e plataforma de entendimento, entre outros temas.

Os participantes estão, igualmente, a proceder a leitura e aprovação da acta da III reunião do conselho nacional da organização de professores, bem como traçar os desafios para os próximos quatro anos, assim como vão discutir e aprovar as resoluções previstas nos estatutos do sindicato.

Na ocasião, a vice-governadora da Huila, Maria João Chipalavela, considerou pertinente o certame, por servir de meio para se traçar e discutir assuntos dos profissionais com mestria e dimensão científica e metodológica, com o objectivo de continuar a melhorar a qualidade de ensino e aprendizagem que se pretende no país.

Segundo a responsável, esta profissão não faz parte apenas de uma ciência social aplicada, é também uma arte que pressupõe amor, dedicação, entusiasmo, alegria e muita energia, transformando a sua escola numa comunidade educativa.

“Ser professor implica educar-se a si mesmo, crescer com os próprios alunos e com a sua própria escola, porque várias são as habilidades e competências psicopedagógicas que necessita o professor, para melhor planificar a estrutura das tarefas para fazer o aluno aprender sem sobressaltos”, disse.

O sindicato Nacional dos Professores de Angola controla, actualmente, mais de 800 mil filiados, mais de 18 mil são da Huíla. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA