Secretário de Estado do Interior defende a adopção de medidas de construção de resilientes

Eugénio César Laborinho - Secretário do Estado do Ministério do Interior para a Protecção Civil e Bombeiros (Foto: Clemente dos Santos)
Eugénio César Laborinho - Secretário do Estado do Ministério do Interior para a Protecção Civil e Bombeiros (Foto: Clemente dos Santos)
Eugénio César Laborinho – Secretário do Estado do Ministério do Interior para a Protecção Civil e Bombeiros (Foto: Clemente dos Santos)

O Secretário de Estado do Interior, Eugénio Laborinho, defendeu hoje, quarta-feira, em Luanda a necessidade de se adoptar medidas de construção de comunidades resilientes, capazes de gerirem os riscos a longo prazo, sendo essa a única via para um mundo mais seguro.

O governante que falava durante o “Programa Alusivo ao dia Internacional para a Redução dos Riscos de Desastres” sob o lema “Nos 40° Anos de Independência, Protecção Civil Somos Todos Nós,” reforçou que o momento deve servir de reflexão sobre as acções no presente e no futuro.

Segundo o responsável, é importante reaprender a conviver com natureza, não alvitrando respostas assentes em tecnologias muito avançadas nem ao regresso de um mundo mais básico.

“Propomos uma teoria de medição, buscando compreender e controlar melhor os perigos face a vulnerabilidade destes desastres perante o homem”, disse.

Fez saber que o Executivo angolano, tem apoiado incondicionalmente os esforços que vêm sendo implementados na redução de desastres, desenvolvendo politicas e criando instrumentos legais que dão corpo as acções de protecção civil.

“Celebramos este dia, num momento festivo em que a nação angolana completa 40 anos de independência e é com este sentimento de continuar a lutar contra os desastres naturais que reafirmamos o compromisso de levar avante as acções de prevenção e construção de resiliência”, sublinhou.

O dia internacional para redução de risco de desastre foi instituído pela Assembleia-Geral das Nações Unidas e celebra-se anualmente na segunda quarta-feira do mês de Outubro. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA