São Paulo lança alvará para táxis tipo-Uber mas tecnológica rejeita modelo

(D.R)

A cidade de São Paulo criou um novo alvará para um novo serviço de táxi que poderá incluir os serviços da Uber mas a tecnológica já rejeitou o modelo.

(D.R)
(D.R)

A nova categoria foi batizada “Táxi Preto” e só pode funcionar por intermédio de aplicações móveis. Os veículos não necessitam de taxímetros, têm de ser negros, com quatro portas e ar condicionado e cobrar tarifas mais caras até um máximo de 25 por cento.

“A demanda da sociedade foi incorporar novas tecnologias. Nós incorporamos nesses novos 5 mil alvarás todas as funcionalidades que esses aplicativos têm hoje. Não estamos mudando a natureza dos aplicativos. Nós estamos recepcionando essa inovação tecnológica numa frota nova” – explicou o prefeito paulistano, Fernando Haddad.

Os motoristas terão de pagar pouco mais de 14 mil euros pelo alvará, algo que desagrada à Uber. A tecnológica rejeita este dispositivo porque diz não ser um serviço de táxi e que não se encaixa nas categorias de transporte individual público, pelo que não vai mudar a forma de operar. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA