PS já recebeu cenário macroeconómico das Finanças

(jornaldenegocios.pt)
(jornaldenegocios.pt)
(jornaldenegocios.pt)

Mário Centeno recebeu na segunda-feira ao fim da noite o cenário macroeconómico, enviado pela ministra das Finanças. São estimativas provisórias, à espera de dados de Bruxelas que permitem calcular o défice público.
A ministra de Estado e das Finanças enviou ontem, segunda-feira 12 de Outubro, o cenário macroeconómico a Mário Centeno (na foto), o economista que integra a comitiva negocial do PS. Os dados foram enviado depois de um encontro, ao fim do dia, entre Mário Centeno e Maria Luís Albuquerque, apurou o Negócios junto de fonte governamental.

À hora a que o PS comunicou que tinha proposto reunir com a coligação PSD/CD às 18 horas desta terça-feira (por volta das 23 horas) os dados ainda não tinham chegado. Mas foram enviados passava das 23 horas e incluem os pressupostos do cenário macroeconómico assim como as estimativas de crescimento do PIB e das componentes da procura.

Estas estimativas são ainda provisórias uma vez que o Governo de gestão em funções está ainda à espera de dados da Comissão Europeia que permitirão calcular com maior rigor o défice público nominal que será exigido a Portugal em 2016, no quadro dos compromissos que são assumidos pelos países do euro em linha com as regras do semestre europeu.

O PS e a coligação PSD/CDS têm às 18 horas a segunda ronda negocial que decorrerá no Largo do Rato, sede do PS. No primeiro encontro os socialistas consideraram que não deveriam fazer qualquer proposta e a coligação tomou a iniciativa de apresentar um “documento facilitador de um compromisso” que, admite-se, será a base de trabalho do encontro que decorre esta terça-feira.

O documento, entre a meio da tarde de segunda-feira, foi elaborado pela coligação com uma estrutura que está de acordo com as condições colocadas por António Costa na noite eleitoral de 4 de Outubro apresentando alguns exemplos que podem estar associados a esse caderno de encargos de António Costa.

Durante segunda-feira, o líder do PS esteve reunido com o Bloco de Esquerda de manhã e à tarde com o Presidente da República. António Costa manteve todos os cenários em aberto. (jornaldenegocios.pt)

por Helena Garrido

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA