Profissionais de saúde devem passar por formações permanentes para dar resposta humanizada

José Van-Dunén - Ministro da Saúde, na abertura das 2º Jornadas Científicas de Enfermagem (Foto: Gaspar dos Santos)
José Van-Dunén - Ministro da Saúde, na abertura das 2º Jornadas Científicas de Enfermagem (Foto: Gaspar dos Santos)
José Van-Dunén – Ministro da Saúde, na abertura das 2º Jornadas Científicas de Enfermagem (Foto: Gaspar dos Santos)

O Ministro da Saúde, José Van-Dúnem, afirmou hoje, quarta-feira, em Luanda, que só profissionais bem capacitados e eficientes serão capazes de dar resposta humanizada aos pacientes e isso passa pela formação permanente dos profissionais .

Ao fazer o discurso de abertura da II jornadas científicas de enfermagem sob o lema” Humanização da Assistência Materna e Perinatal”, disse que todo o profissional de saúde devidamente habilitado sente-se a vontade para gerir os problemas e ultrapassa-los .

“ A formação permite também interacção e melhor diálogo entre as equipas de profissionais e pacientes, sem complexo, esclarecendo as dúvidas”, disse.

Para si, no processo da humanização, há elementos que jogam um papel determinante e que se prendem com a necessidade da formação permanente dos profissionais.

Também ficou claro, referiu, que não é possível humanizar sem condições infra- estruturais e de recurso, para que o profissional possa trabalhar num ambiente com qualidade, ou seja sem meios elementares não é possível se prestar um serviço humanizado.

Chamou também a atenção aos gestores, adiantando que os mesmos são fundamentais para a efectividade do processo de humanização, acrescentando que a eles cabe a responsabilidade de criarem estas condições como acção permanente para responder aos problemas da unidade, sendo um trabalho indissociável.

“ Nos queremos baixar a mortalidade materna e infantil, pois a mortalidade perinatal só se consegue com bastante conhecimento e equipamentos nas unidades de neonatologia e ao nível do parto”, frisou.

De acordo com o titular da pasta da saúde, muito já foi feito para melhorar a humanização nos hospitais, mas, apesar disso, o percurso ainda é longo, sendo a humanização é um processo que passa pela mudança de comportamento, mentalidade e criação de metodologia. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA