Professores do Cearte contribuem na pintura dos murais da Leba

Estudantes pintam nos Murais da Leba (Foto: cedida a Angop)
Estudantes pintam nos Murais da Leba (Foto: cedida a Angop)
Estudantes pintam nos Murais da Leba (Foto: cedida a Angop)

Um grupo de sete artistas plásticos e professores do Complexo de Escolas de Arte (Cearte) e da Direcção Nacional de Formação Artística (Dinfa) participa a partir desta quinta-feira, 15, no projecto Murais da Leba – Angola 40 Anos que decorre desde Agosto na Serra da Leba, província do Namibe.

Durante três dias, os técnicos vão, para além de intervir com a pintura de obras de arte, realizar dois seminários nas cidades do Lubango e Namibe, um sobre a “dimensão pedagógica da arte mural, a ser ministrado pelo professor Manuel Mukanda, e outro sob o tema “Cearte: um complexo de oportunidades de talentos e formação técnica artística em Angola”, que terá como prelector o professor Lukulu Zola.

O grupo apoiado pelo Ministério da Cultura é integrado ainda pelos artistas Massongi Afonso, que é o coordenador técnico, Adão Mussungu, Manuel Ventura, Agostinho João José e Luís Varela, este último de nacionalidade cubana, professor do curso de Artes Plásticas no CEARTE.

Segundo o professor Lukulu Zola, chefe da delegação, um dos principais objectivos desta intervenção é divulgar o papel do Cearte em todo processo de formação técnico-artística, os cursos ministrados, formas de ingresso, perfil académico, tempo de formação, entre outros, aos jovens destas cidades interessados em seguir uma carreira artística.

Quanto a pintura de arte nos Murais da Leba, refere que o grupo vai trabalhar na execução de uma maqueta que realça os símbolos e figuras históricas nacionais, como a bandeira de Angola, Rainha Ginga, bem como elementos culturais da região, sobretudo do povo mucubal.

O director artístico dos Murais da Leba – Angola 40 Anos, Thó Simões realça o esforço do Ministério da Cultura que, apesar das dificuldades resultantes da crise financeira, decidiu apoiar a ida deste grupo à Serra da Leba para dar o seu contributo neste projecto artístico e de turismo cultural, a decorrer na Estrada Nacional 280 que liga as províncias do Namibe e Huíla.

“É de louvar esta iniciativa do Ministério da Cultura que desde o princípio manifestou a intenção de ver participar no projecto os técnicos da Dinfa e do Cearte, quer na pintura dos murais, quer na realização de vários seminários, mas que por razões financeiras só agora o pode fazer, ainda que com muitas limitações”, disse, destacando igualmente a colaboração dos governos provinciais do Namibe e da Huíla.

Por outro lado, 75 jovens ligados a várias organizações juvenis do Namibe, efectuam sexta-feira, 16, uma visita guiada aos Murais da Leba, numa iniciativa da direcção da Juventude e Desportos.

A acção enquadra-se no programa de ocupação dos tempos livres da juventude e visa, para além de proporcionar aos jovens momentos de lazer, a divulgação dos trabalhos que tem sido desenvolvidos por vários artistas plásticos para o melhoramento visual das paredes montanhosas da Serra da Leba.

O director provincial da Juventude e Desportos, Edgar Gabriel, avançou que o objectivo é mostrar os Murais da Leba, visando a promoção do respeito e valorização das artes de pintura orientada nos locais e bens públicos, bem como desencorajar a prática da pintura desrespeitosa ao longo das estradas e não só, perpetrada principalmente por jovens.

O projecto Murais da Leba – Angola 40 Anos visa a pintura de obras de arte em 6 mil metros quadrados de parede na Serra da Leba, realização de workshops de arte e realização de um festival músico-cultural na Praça das Mangueiras, na Estrada Nacional 280 que liga às províncias do Namibe e Huíla. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA