Primo de José Sócrates constituído arguido

(DR)
(DR)
(DR)

António Pinto de Sousa foi constituído arguido no âmbito do processo Monte Branco.

António Pinto de Sousa foi constituído arguido. O primo de José Sócrates é suspeito de branqueamento de capitais e fraude fiscal, revela a SIC.

O primo do ex-primeiro-ministro foi interrogado, esta quarta-feira, no Tribunal Central de Instrução Criminal, tendo ficado obrigado a apresentar-se semanalmente às autoridades.

António Pinto de Sousa é empresário da construção civil e tem também um negócio de exploração de salinas em Angola. Além das apresentações semanais, está também proibido de sair do país e de contactar outros arguidos envolvidos no mesmo processo.

Estas mesmas medidas foram também aplicadas a Aurélio Alves, funcionário d’A Coutada, uma empresa de venda de armas pertencente ao pai de António Pinto de Sousa, tio-paterno do antigo primeiro-ministro.

O processo Monte Branco é já um megaprocesso. Ao todo, já cerca de 200 nomes foram associados a esta investigação a fraude fiscal. Uma das figuras mais destacadas foi Ricardo Salgado, antigo líder do BES. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA