Primeiro-ministro israelita condena ataque de jovem judeu a árabes

(D.R)
(D.R)
(D.R)

Esta sexta-feira, naquele que é o primeiro ato, de que há notícia, de represália contra a vaga de agressões com armas brancas que têm vindo a ser conduzida por palestinianos contra israelitas, um jovem judeu, de 17 anos, esfaqueou dois palestinianos e dois israelitas muçulmanos. O incidente aconteceu em Dimona, no sul de Israel e terá, segundo uma porta-voz da polícia israelita, motivações nacionalistas. O Primeiro-ministro israelita condenou este ataque:

“Vamos provar, com persistência e determinação, que a violência não é a solução e vamos ultrapassá-la.”

Entretanto o responsável do Hamas afirmou que a violência na Cisjordânia é uma nova intifada. Um movimento que terá surgido nas redes sociais. Os vídeos das agressões de palestinianos a israelitas estão a ser publicados na internet e são um apelo aos jovens que estão dispostos a lutar contra a ocupação. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA