Pré-candidatos democratas fazem primeiro debate nos EUA

(AFP)
(AFP)
(AFP)

Os aspirantes do partido democrata às eleições presidenciais de 2016 nos Estados Unidos farão o seu primeiro debate nesta terça-feira, em meio à incógnita sobre a presença do vice-presidente, Joe Biden, que ainda não confirmou a sua pré-candidatura.

O início do debate está previsto para a 00H30 GMT, na rede de televisão CNN.

Além da favorita, Hillary Clinton, estão confirmados no debate o senador Bernie Sanders, considerado a grande surpresa democrata desta campanha; Lincoln Chaffe, governador de Rhode Island; Martin O’Malley, governador de Maryland, e o senador Jim Webb.

A grande incógnita do debate é a presença de Biden, que ainda não confirmou se lançará sua candidatura, mas que aparece nas pesquisas com cerca de 16% das intenções de voto.

Os principais institutos de pesquisa adaptaram os seus questionários para trabalhar com dois cenários: “com Joe Biden” e sem a presença do carismático vice-presidente.

Apesar de ainda não ter formalizado a sua pré-candidatura, a CNN separou um lugar para Biden no palco, para o caso de o vice-presidente se decidir no último minuto.

Bombardeada de forma insistente pelos republicanos e até pelos “aliados” democratas por sua actuação como secretária de Estado, quando utilizou o e-mail pessoal para assuntos oficiais, Hillary Clinton será, sem dúvida, o principal alvo dos demais pré-candidatos.

Sanders, um político com 25 anos de experiência nas duas câmaras do Congresso, confirmou que vai atacar Clinton, que aparece na última pesquisa da CBS com 46% das intenções de voto, contra 27% para o senador.

Com um discurso claramente de esquerda e poucos recursos para a campanha, Sanders – que se define como um “socialista democrático” – é a grande surpresa da campanha democrata.

Para Chaffe, O’Malley e Webb, o debate representa a grande oportunidade de contrapor suas propostas às de Clinton e Sanders, e tentar subir nas pesquisas, onde apresentam índices de apenas um dígito. (afp.com)

DEIXE UMA RESPOSTA