Potências não chegam a acordo sobre papel de Assad no futuro da Síria

Bashar al-Assad concede entrevista a rede de TV na Síria. 4/10/2015. (REUTERS/SANA/Divulgação)
Bashar al-Assad concede entrevista a rede de TV na Síria.  4/10/2015. (REUTERS/SANA/Divulgação)
Bashar al-Assad concede entrevista a rede de TV na Síria. 4/10/2015. (REUTERS/SANA/Divulgação)

Não houve um acordo nas negociações de paz ministeriais sobre a Síria nesta sexta-feira em relação ao que deve acontecer com o presidente sírio, Bashar al-Assad, no fim de um processo de transição político, disse o ministro das Relações Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier.

“Ainda não houve avanço, mas também isso não era esperado hoje”, disse ele a jornalistas após a conferência, que envolveu cerca de 17 nações, a Organização das Nações Unidas e a União Europeia.

Steinmeier acrescentou que as negociações serão retomadas dentro de duas semanas, provavelmente em Viena. Ele disse que os participantes devem focar as discussões no estabelecimento de um governo de transição, novas eleições e implementação de cessar-fogo nacional ou regional para conter o derramamento de sangue na guerra civil de quatro anos da Síria. (reuters.com)

por Sabine Siebold

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA