Portugal: BCP sobe mais de 4,5% e impulsiona bolsa

(jornaldenegocios.pt)

A bolsa nacional sobe mais de 1%, impulsionada pela maioria das cotadas que compõem o principal índice, num arranque de sessão positivo entre as praças europeias. Na praça lisboeta, o BCP volta a destacar-se com um ganho superior a 4,5%.
O PSI-20 sobe 1,18% para 5.278,48 pontos, com 14 cotadas em alta, duas em queda e duas inalteradas, um dia depois de terem decorrido as eleições legislativas em Portugal que deram uma vitória sem maioria absoluta à coligação do PSD/CDS.

A bolsa nacional acompanha assim a tendência positiva que impera no resto da Europa, numa altura em que os índices continuam a reflectir os dados económicos divulgados nos EUA na semana passada e que estão a aumentar a expectativa de que a Reserva Federal (Fed) dos EUA só suba os juros do país no próximo ano.

A bolsa nacional segue assim a valorizar pela quarta sessão consecutiva, numa altura em que o BCP se volta a destacar, ao subir 4,59% para 5,47 cêntimos, depois de na semana passada ter subido quase 10%, a recuperar das perdas recentes.

Em alta está também o BPI, ao subir 1,94% para 1,053 euros, ainda a reflectir o facto de a administração do banco liderada por Fernando Ulrich ter apresentado uma solução para resolver o problema da elevada exposição ao mercado angolano.

Ainda na banca, o Banif contraria a tendência e desce 2,63% para 0,37 cêntimos.

A contribuir para a subida da bolsa está também a Jerónimo Martins, que aprecia 1,44% para 12,30 euros, bem como a Sonae SGPS, que cresce 0,90% para 1,119 euros.

A energia segue a mesma tendência, com a Galp a crescer 1,06% para 9,398 euros, num dia em que o petróleo regressa aos ganhos. A EDP também aprecia 1,17% para 3,379 euros e a EDP Renováveis sobe 1,08% para 6,065 euros. (jornaldenegocios.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA