Polícia prende e leva taxistas em greve a tribunal

Taxistas ou kandongueiros na zona do Zango (Coque Mukuta/VOA)
Taxistas ou kandongueiros na zona do Zango (Coque Mukuta/VOA)
Taxistas ou kandongueiros na zona do Zango (Coque Mukuta/VOA)

A polícia angolana deteve mais de uma dezena de taxistas a quem acusa de “praticar arruaças” e vai levá-los a tribunal.

A informação foi avançada pelo porta-voz do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, depois de um dia de alguma tensão em alguns bairros da capital devido à greve de taxistas.

Trabalhadores e estudantes foram as principais vítimas da greve dos taxistas, que protestam contra falta de paragens de carga e descarga e a recusa das autoridades em actualizar os preços das rotas, tendo em conta os novos preços dos combustíveis.

“O mais grave é que até as nossas irmãs estão a ser detidas”, disse um condutar que ainda pergunta “o que que nós fizemos?”.

Vidros quebrados e pneus queimados ao longo das vias viam-se por todo o lado.

O presidente da Associação dos Taxistas de Luanda, Manuel Faustino, e o secretário-geral da Aliança dos Taxistas de Luanda já negaram o seu envolvimento na greve.

Os taxistas prometem continuar a greve até sexta-feira e exigem a libertação dos seus colegas. (voa.com)

por Coque Mukuta

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA