Passos reúne-se com Costa e Orçamento é prioridade absoluta

(D.R)
(D.R)
(D.R)

Coligação elege PS como parceiro para negociar OE 2016 e continua a não rejeitar bloco central para não condicionar acordo

Passos Coelho vai reunir-se com António Costa amanhã para pedir um entendimento para quatro anos, levando já definida a primeira prioridade: aprovar o Orçamento do Estado para 2016. O presidente do PSD leva ao secretário-geral do PS uma folha em branco, balizada por margens com linhas vermelhas bem vincadas: tratado orçamental e programa de estabilidade.

Ontem, na assinatura do acordo político de governo entre PSD e CDS, Passos Coelho não só piscou o olho ao PS como convidou os socialistas a sentarem-se à mesa. Para o presidente do PSD seria “imperdoável” o país não ter orçamento para o próximo ano, depois dos “sacrifícios” pelos quais passou. Tanto Passos Coelho como o líder do CDS-PP, Paulo Portas, continuaram ontem a cortejar o PS, embora Passos não queira que se faça um “romance” em torno da formação de governo.

Um vice-presidente do PSD explicou ao DN que “os princípios básicos, as tais linhas vermelhas, são simples: cumprir as metas orçamentais, o Tratado Orçamental, continuar a crescer e criar emprego. De resto está tudo em aberto. E é assim que se deve partir para uma negociação”. (dn.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA