Oposição quer anular eleição na Guiné-Conacri antes dos resultados

(AFP)
(AFP)
(AFP)

Os sete adversários do chefe de Estado da Guiné-Conacri em final de mandato, Alpha Condé, reivindicaram nesta segunda-feira a anulação do primeiro turno da eleição presidencial realizada na véspera.

Apontando problemas de organização e “uma fraude em massa”, eles pedem o cancelamento do pleito antes mesmo da apuração e da divulgação dos resultados das urnas.

Embora nenhuma estatística tenha sido divulgada sobre a participação dos eleitores em nível nacional, os conacro-guineense compareceram em massa às urnas. Para votar, a população enfrentou atrasos, falta de material, eleitores que não constavam nas listas, muitas das quais sequer estavam em ordem alfabética, ou numérica, entre outros problemas.

Seis milhões de conacro-guineense eram esperados para votar.

A eleição contou com a presença de observadores da União Africana (UA), da União Europeia (UE) e da Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (Cedeao). (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA