Namibe: Governador ressalta importância das FAA

Governador do Namibe Rui Falcão (Foto: Frederico Herculano)
Governador do Namibe Rui Falcão (Foto: Frederico Herculano)
Governador do Namibe Rui Falcão (Foto: Frederico Herculano)

O governador da província do Namibe, Rui Falcão, afirmou nesta sexta-feira que as Forças Armadas Angolanas (FAA) constituem motivo de orgulho para os angolanos, pois reconhecem nelas o baluarte da paz, concórdia e unidade nacional, bem como da defesa da integridade territorial.

Ao intervir no acto alusivo ao 24º aniversário da criação das Forças Armadas Angolanas, disse que aquela organização militar tem sido igualmente garante da estabilidade social, como condição única para o reforço da democracia no país.

Lembrou aos oficiais, sargentos, praças e trabalhadores civis a vigorosa e brilhante trajectória das FAA, desde o quadro de profunda perturbação, incerteza e angustia em que se trabalhou para a constituição do órgão, produto dos Acordos de Bicesse, assinados a 31 de Maio de 1991.

“Todos sabemos das condições em que tivemos de trabalhar e ninguém se esquece das dificuldades vividas ao longo daquele processo. As FAA, ainda em fase de embrião, tiveram que fazer frente a uma guerra gigantesca, onde o potencial do inimigo era infinitamente superior”, disse.

No seu entender, “o brio e a honra dos seus gloriosos combatentes, em todos os níveis da sua hierarquia, somados à razão do povo angolano catapultaram-na para o alcance da vitória”.

Disse que as FAA, a par da permanente luta pela sua melhor organização, profissionalização e superação dos seus quadros, tem sido um exemplo significativo de apartidarismo, respeito intransigente pela Constituição e disponibilidade total para o cumprimento das missões que o povo lhe confere.

“Esse exemplo de amor pátrio e de abnegação ao povo deve ser seguido por todos os angolanos, para que juntos continuemos a trabalhar para a construção de uma Nação feliz, onde a igualdade seja um facto e a qualidade de vida dos cidadãos atinge os índices de desenvolvimento que todos desejamos”, sublinhou Rui Falcão.

Referiu que as FAA têm demonstrado a sua qualidade não só no plano interno, mas também ao nível das manobras que integram, quer no quadro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, quer dos países da região e em outras missões para que é convidada.

O 24º aniversário das FAA está a ser comemorado com várias actividades recreativas e culturais nas várias unidades militares desta província. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA