Morte por erro em Jerusalém ilustra tensão israelo-palestiniana

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

Um civil israelita foi abatido a tiro, por erro, em Jerusalém, num incidente que ilustra o atual estado de tensão que se vive em Israel e nos territórios palestinianos.

O autor dos disparos foi um guarda de uma companhia de segurança privada que disse ter confundido a vítima com um “terrorista”, na sequência de uma rixa na qual o homem abatido lhe teria tentado tirar a arma.

Pouco tempo antes, um palestiniano investiu com uma viatura contra um posto de controlo do Exército hebraico perto da cidade de Hebron. O atacante foi morto no local e um dos quatro militares feridos encontra-se em estado crítico.

Também esta quarta-feira, uma militar israelita ficou gravemente ferida, depois de ser apunhalada no pescoço por um homem palestiniano, abatido em seguida por outros soldados.

Em Telavive, a comunidade eritreia organizou uma vigília em homenagem ao conterrâneo morto de forma brutal, no passado domingo, depois de ser confundido com um atacante. A polícia israelita anunciou a detenção de quatro homens, suspeitos do homicídio em questão. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA