MINUSCA leva a cabo desarmamento coercivo na RCA

Brigadeiro-general Bouba Jeirone (Foto: Gaspar Dos Santos)
Brigadeiro-general Bouba Jeirone (Foto: Gaspar Dos Santos)
Brigadeiro-general Bouba Jeirone (Foto: Gaspar Dos Santos)

As tropas da Missão da ONU na República Centro-Africana (Minusca) decidiram levar a cabo o desarmamento coercivo, com vista a restaurar a ordem na região, anunciou hoje, terça-feira, o representante do ministro da Defesa deste país, brigadeiro-general Bouba Jeirone.

O responsável falava aos jornalistas, no final de um encontro com o ministro da Defesa Nacional, João Lourenço, a margem da reunião dos ministros da Defesa dos países membros da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), que decorreu em Luanda.

Disse que esta medida, com o apoio das forças de segurança e da polícia, tem permitido alguma estabilidade no país, que vive uma onda de violência desde o fim de 2013, provocando milhares de mortes e dezenas de milhares de refugiados.

Frisou ainda, que a RCA representa cerca de cinco milhões de habitantes e, segundo estimativas, um quarto da população quer a realização de eleições.

Relativamente à onda de violência, apesar de uma calma relativa, afirmou que actualmente a delinquência está a tomar proporções, devido a destruição do principal centro prisional.

O principal objectivo da Minusca é a protecção de civis, bem como auxiliar na reconstrução das instituições, no desarmamento dos dois principais grupos armados e criar um sentimento de paz e estabilidade no país. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA