Microsoft desencoraja uso de aplicativos como CCleaner

(tecnologia.pt)
(tecnologia.pt)
(tecnologia.pt)

Mais de 1000 aplicativos fornecem recursos para otimizar o funcionamento e desempenho do computador, libertando a memória, como também fazendo limpeza de ficheiros “desnecessários”, especificamente ficheiros de registos. De entre estes milhares de aplicativos o CCleaner é um dos mais melhores, mérito que pode ser provado pelo fato do elevado índice de usuários, que se estende ao interesse de pequenas e grandes empresas, instituições governamentais, e até setores de operações militares.

Fora de otimizar o desempenho do computador, o CCleaner é também conhecido por ter uma valiosa ferramenta simples e objetiva quando o assunto é proteger a privacidade do usuário. Ele apaga registos do sistema, faz gerência de cookies, desinstala completamente os aplicativos, deixando o computador com poucas hipóteses de roubo de informações.

O que são registos de sistema?
Toda a atividade do computador é registada de modo a que as configurações do sistema (e de aplicativos) sejam armazenadas num “único local” para tornar sua administração mais fácil. O acesso destes dados por outrem pode comprometer a privacidade de qualquer usuário uma vez que estes contem informações de aplicativos, configurações de sistema, entre outros, que se resumem em dados pessoais.

Na conceção do artigo Wikipedia sobre Registos do Sistema, é citada uma crítica sobre este modo de programação já que “pequenas falhas no registo podem tornar todo o sistema inoperante, situação que muitas vezes só pode ser sanada com a reinstalação completa do mesmo. Reparos no registro são tarefas difíceis.”

Uma frequência regular de controlo de cookies e registos de sistema pode impedir que muitos aplicativos e/ou intenções de roubo de informações funcionem de forma “adequada” já que aplicativos não poderão “rastrear” informações (apagadas) do usuário. Mas esta não é a causa da proibição da Microsoft para o uso destes aplicativos.

Segundo a Microsoft, na representação de um engenheiro oficial de software, Gov Maharaj, que deu entrevista a um canal de transmissão online por vídeo stream, Channel9, deixou ficar recomendações para que não sejam instalados aplicativos como CCleaner, pois estes podem danificar o sistema operativo no processo de modificação ou eliminação de ficheiros de registos e, como consequência, surja a necessidade de reinstalação do Windows, causa esta que a Microsoft não pode responsabilizar-se, e nem a própria equipa do CCleaner (segundo as FAQ).

Embora o FAQ (Perguntas frequentes) da página Web do CCleaner não comente sobre este assunto, o CCleaner responde que ficheiros apagados dos “registos” podem ser restaurados basta que o usuário faça uma cópia de segurança dos mesmos.

A Microsoft não deixou nenhuma recomendação de algum aplicativo e a pergunta agora é se os milhares de usuários irão desinstalar estes tipos de aplicativos dos seus computadores. (tecnologia.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA