Mergulhadores salvam adolescente em eminência de afogamento na Ilha do Cabo

Pprojecto Praias Seguras de Angola (Ilustração) (Foto: Pedro Parente)
Pprojecto Praias Seguras de Angola (Ilustração) (Foto: Pedro Parente)
Pprojecto Praias Seguras de Angola (Ilustração) (Foto: Pedro Parente)

Uma adolescente de 16 anos de idade, em eminência de afogamento numa das praias da Ilha do Cabo, no distrito urbano da Ingombota, em Luanda, foi salva no Domingo por mergulhadores ligados ao projecto “Praias Seguras de Angola (PSA)”, afecto ao Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB).

Em declarações à Angop, o porta-voz do comando provincial do SNPCB, Faustino Minguenji, disse que a adolescente, para além de não saber nadar, ignorou as placas de proibição existentes em determinados locais da Ilha do Cabo, como o caso do Farol Velho.

Por este facto, o responsável voltou a apelar os cidadãos a fazerem uso das zonas balneares devidamente sinalizadas ou aquelas onde os nadadores salvadores se fazem presentes, e para quem não souber nadar deve fazer-se acompanhar de pessoas que o saibam.

“Pedimos aos pais que prestem mais atenção às crianças, assim como devem respeitar rigorosamente os sinais de proibição em praias consideradas perigosas, para que sejam evitadas mortes por afogamento”, apelou.

Voltou a apontar as zonas proibidas e frequentadas pelos banhistas, o Farol Velho, na Ilha do Cabo, Praia dos Veados, Museu da Escravatura e Quilómetros, em Luanda.

Desde o início da época balnear, a 15 de Agosto de 2015, o Serviço de Bombeiros continua a realizar um trabalho preventivo nas praias, com a entrada em acção dos mergulhadores do projecto “Praias Seguras”, munidos de motos de quatro rodas e aquáticas e botes salva vidas, entre outros equipamentos para o mergulho. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA