Máscara de Tutankamon começa a ser restaurada após asneira com “supercola”

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

No Egito, começou o restauro a sério da máscara funerária do jovem faraó Tutankamon.

No ano passado, a barbicha da relíquia separou-se do resto da máscara durante um ajuste na iluminação da vitrina onde estava exposta e acabou por ser colada à pressa com o que vulgarmente se chama de “supercola”, uma resina epóxica.

O restauro está a cargo de uma equipa germano-egípcia. Christian Eckmann, que dirige o grupo, afirma que “há dois componentes no projeto: um é retirar e voltar a colocar a barba. O segundo componente muito importante é o estudo aprofundado dos materiais utilizados e das técnicas utilizadas na fabricação” da peça. Os peritos esperam concluir os trabalhos até ao final do ano.

A máscara tem mais de 3300 anos e é feita de ouro com ornamentos de lápis-lazúli e pedras semipreciosas.

Tutankamon morreu aos 19 anos após um curto reinado de 9 anos. O túmulo deste jovem faraó foi descoberto em 1922, no Vale dos Reis, pelo arqueólogo britânico Howard Carter. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA