Manifestantes pedem liberdade para activistas angolanos

(Lusa)
(Lusa)
(Lusa)

Mais de duas centenas de pessoas manifestaram-se hoje defronte do gabinete do Parlamento Europeu em Lisboa, manifestando solidariedade e exigindo liberdade para os 15 presos de consciência detidos em Luanda desde julho.

“Não à repressão em Angola” e “Liberdade Já” são algumas palavras de ordem escritas em cartazes empunhados pelos manifestantes, que se encontram concentrados no Largo Jean Monet e que depois se vão deslocar para o Rossio, onde vão iniciar uma vigília de solidariedade com os presos de consciência.

Presentes na manifestação encontram-se muitos jovens angolanos e portugueses, além de responsáveis da secção portuguesa da Amnistia Internacional.

O ativista angolano Rafael Marques está presente na concentração, assim como a irmã do luso-angolano Luaty Beirão, que entrou hoje no 24.º dia de greve de fome, e que se mostrou muito preocupada com a situação do seu familiar, detido no Hospital Prisão de São Paulo, em Luanda. (noticiasaominuto.com)

por Lusa

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA