Lunda Norte: Mais de 18 mil imigrantes ilegais expulsos do país

Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) (TPA)
Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) (TPA)
Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) (TPA)

Dezoito mil 667 cidadãos estrangeiros foram repatriados e expulsos do país pelo Serviço de Migração e Estrangeiros (SME), na Lunda Norte, no período de Janeiro a Setembro do ano em curso.

A informação foi avançada nesta quarta-feira, no Dundo, pelo chefe do Gabinete de Imprensa da direcção local da instituição, Rodrigues Zeca, quando procedia ao balanço das actividades desenvolvidas pelo sector.

Na ocasião indicou que do número global três mil 966 são mulheres e mil 823 crianças de ambos os sexos provenientes da República Democrática do Congo (RDC).

Fez saber que fruto da operação “Intermitente” levada a cabo pelas forças do Ministério do Interior desde 16 de Julho do corrente ano, o SME registou no mesmo período o regresso voluntário de 99 mil 474 imigrantes ilegais da RDC persuadidos pelas autoridades.

Informou igualmente que no âmbito do estatuto de refugiado, o órgão controla 2.191 requerentes de asilo, bem como 225 refugiados dos quais 693 crianças.

No mesmo período o Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) registou 837 pedidos para emissão de passaportes ordinários, sendo a maioria de jovens que se deslocaram ao exterior do país por razões de estudo.

Durante o período em análise foram igualmente registados 165 transgressões ao Ordenamento Jurídico Migratório tendo os infractores estrangeiros sido sancionados com penas de multas e consequente expulsão do território nacional. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA