Luaty Beirão tem nova recaída e está na Clínica Girassol para exames

(VOA)
(VOA)
(VOA)

A família de Luaty Beirão foi confrontada nesta quinta-feira com informações postas a circular nas ruas de Luanda sobre o alegado falecimento do activista em greve de fome há 25 dias.

Entretanto, tanto familiares como as autoridades desmentiram essas informações.

Esta não é a primeira vez que tal acontece, aumentando ainda mais a preocupação dos familiares.

O irmão mais novo do activista, Pedro Coquenaua confirmou à VOA que o estado de saúde de Luaty é grave e que só voltará a comer quando a justiça for feita.

Coquenaua revelou que o irmão foi levado hoje à Clínica Girassol para exames médicos e que continua a ser transportado em cadeira de rodas.

Por outro lado, o porta-voz da Direcção Nacional dos Serviços Prisionais Menezes Kassoma confirmou que Luaty Beirão está vivo e que teve apenas uma recaída ontem.

Questionado pela VOA sobre o espancamento, na semana passada, do activista Benedito Jeremias por ordens do director-adjunto da Cadeia de São Paulo, como denunciou a esposa do detido, o  porta-voz da Direcção Nacional dos  Serviços Prisionais negou que o director-adjunto tenha orientado qualquer espancamento.

Menezes Kassoma disse que a guarda prisional agiu em defesa do activista porque, alegadamente, Benedito Jeremias queria suicidar-se.

De recordar que a esposa de Benedito Jeremias acusou os guardas de torturarem o activista ao ponto de ter feridas no corpo e graves inflamações devido às agressões.  (voa.com)

por Coque Mukuta

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA