Luanda: Debatido em Cacuaco segurança comunitária e limpeza da cidade de Luanda

(DR)
(DR)
(DR)

Uma palestra sobre A importância e o papel das Brigadas Comunitárias “ Bom Kamba“, na melhoria da qualidade de vida nas comunidades, participação na limpeza e recolha de resíduos sólidos nos vários bairro da província de Luanda, decorreu sexta-feira, no município de Cacuaco, numa iniciativa da União das Associações Locais de Angola (Amangola).

Em declarações à imprensa, no final da sua dissertação, o director nacional do Gabinete de Estudos e Regulamentação do Comando Geral da Polícia Nacional (PN), comissário José Cunha da Piedade, considerou uma mais-valia o projecto da Amangola, tendo salientado que no âmbito da criação dos conselhos comunitários de segurança, os brigadistas poderão trabalhar com a corporação.

Segundo o comissário, que dissertou sobre “A participação dos brigadistas na protecção das infra-estruturas básicas e na vigilância da comunidade “, a integração dos mesmos vai permitir que sejam identificadas as causas que concorrem para o sentimento de insegurança no bairro e ajudar a polícia na vigilância das infra-estruturas básicas, no âmbito do policiamento de proximidade.

Deu a conhecer que a polícia esta muito engajada, não só no combate ao crime, mas também a demonstrar o seu lado social junto das comunidades.

Explicou que actuação dos brigadistas, de princípio, é voluntaria, tendo frisado que inseridos nos seus bairros estão em melhores condições de relatarem de forma realista os problemas de insegurança na zona e sugerirem a melhor forma de intervenção policial para o combate dos crimes.

Para o responsável do Departamento do Monitoramento da Direcção de Operações e Fiscalização da Empresa de Limpeza e Saneamento de Luanda (ELISAL), Eduardo Zua, que dissertou o tema “ Participação das Brigadas na limpeza e recolha de resíduos sólidos “, a envolvência na limpeza da capital do país deve ser de todos os seus munícipes e não apenas das brigadas comunitárias da Amangola.

Segundo o também gestor em resíduos sólidos, foi implementado um novo modelo para a recolha do lixo na urbe luandense, daí haver necessidade da paciência dos cidadãos.

Referiu que as soluções são graduais, tendo em conta que o modelo é recente, dai que para que haja êxito todos os munícipes devem participar, em particular as brigadas comunitárias.

Questionado sobre o quadro actual da recolha do lixo em Luanda, salientou que ainda é “ tímido “, por ser recente, mas que está a merecer todo o aprimoramento, tendo sublinhado que é diferente de meses anteriores, no qual estão a ser colocados novos contentores para a deposição dos resíduos sólidos em vários pontos da cidade.

A Brigada Comunitária “ Bom Kamba “ é uma agrupação sócio – comunitária da Amangola, constituída à luz dos seus estatutos e do seu programa “ Amar o Bairro “, a mesma será integrada por cidadãos nacionais, membros ou não da agremiação, que está voltada para a execução de acções e iniciativas sociais.

Nos seus objectivos constam intervenção no desenvolvimento rural, combate à fome e à pobreza, protecção e conservação das infra-estruturas comunitárias, limpeza, recolha de resíduos sólidos e vigilância comunitária.

A Amangola, Instituição de utilidade pública, criada a 06 de Julho de 2013, conta actualmente com delegações nas províncias de Luanda, Cabinda, Cuanza Norte, Cuanza Sul, Bengo, Benguela, Huíla, Huambo, Malanje e Uíje.

A organização, de carácter privado, ganhou o estatuto de utilidade pública, numa deliberação do Conselho de Ministros, aprovada na sua Sessão de 25 de Março do ano corrente e orientada pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

A colectividade tem como objectivo participar no desenvolvimento das comunidades e na divulgação da constituição da república de Angola, dentro e fora do país. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA